Pasteis de nata estão entre os mais tradicionais e famosos doces da cozinha portuguesa

Pastel de nata, de Portugal para você!

Muitas pessoas já me perguntaram se pastel de nata é diferente do tradicionalíssimo pastel de Belém. A resposta é não.  São a mesma coisa. É que o nome pastel de Belém só pode ser dado ao doce feito por lá mesmo. Os demais não devem ser chamados assim por causa da denominação de origem ou selo de origem. Algo do tipo champagne e espumante, por exemplo.

É claro que nenhuma receita de pastel de nata que circula por esse mundo afora é a original. Essa é um segredo da Fábrica de Pasteis de Belém, em Lisboa. Mas elas se aproximam bem. Essa que eu trago aqui, resgatei de um site português, depois de muitas pesquisas. E pode apostar, fica uma delícia.

Na receita de pastel de nata eu utilizei a massa folhada congelada, porque é bem mais prático. Mas dá para fazer a própria massa em casa. É bem mais trabalhoso, sem dúvida. Bem, tirando a massa, que já vem pronta, o restante da receita é de dificuldade mediana e fácil de acertar o ponto do recheio. Então, mãos às panelas e bom apetite!

Ingredientes

  • 300 ml de leite
  • casca de um limão (usei siciliano)
  • 1 colher de sopa de farinha de trigo
  • 150 gramas de açúcar
  • 75 ml de água
  • 4 gemas peneiradas
  • massa folhada (um retângulo de 50 cm)

 

Como fazer

Ferva 200 ml de leite com a casca do limão. Quando levantar fervura, acrescente uma colher de farinha de trigo dissolvida em 100 ml de leite. Deixe ferver até engrossar. Retire do fogo e reserve.

Numa outra panela, faça uma calda com água e açúcar. Primeiro dissolva bem o açúcar e deixe ferver por uns três minutos. Desligue e deixe esfriar.

Depois de a calda de açúcar estar fria ou morna, junte ao creme e misture bem. Passe tudo por uma peneira e, em seguida, adicione as gemas. Misture bem e reserve.

Unte as forminhas com margarina ou manteiga. Abra a massa folhada (retângulo de 50 cm)  em enrole no sentido do comprimento  para dentro, como um rocambole. OBS: no vídeo eu coloquei retângulo de 20cm, mas cortem 50cm.

Feito isso, corte o rolo em 12 pedaços (cada um vai ficar com um pouco mais de 4,16 cm). Coloque as rodelas nas forminhas. Comece pressionando o centro da massa para espalhar bem. Deixe as laterais mais grossas e o fundo mais fino.

Preencha as forminhas com o creme (que vai estar líquido), mas não até as bordas, porque ele cresce. Leve ao forno preaquecido a 230 graus por 25 a 30 minutos. Você pode servir quente ou frio. Vai depender do gosto de cada um.

Rende 12 pasteis de nata.

 

Compartilhe:
Eduardo de Azevedo

Nasceu em Porto Alegre, mas cresceu na cidade de Canela, na Serra Gaúcha. Formado em jornalismo pela Unisinos, em São Leopoldo/RS. Radicado em Pernambuco desde 1993